terça-feira, 12 de julho de 2011

5 roqueiros que morreram aos 27 anos

Qual a misteriosa combinação entre o Rock’n’Roll e os 27 anos? Músicos que revolucionaram gerações e escreveram seus nomes na história do Rock tiveram a infeliz coincidência de morrerem estranhamente aos 27 anos. LISTA DOS CINCO relembra agora algumas verdadeiras lendas das guitarras distorcidas que morreram exatamente com a mesma idade.

05. Brian Jones

Nome completo: Lewis Brian Hopkin Jones
Nasceu em: Gloucestershire (Reino Unido), em 28 de fevereiro de 1942
Morreu em: Essex, 3 de julho de 1969

Apesar de muitos nunca terem ouvido falar desse jovem músico inglês, ele foi co-fundador da jurássica banda Rolling Stones. Jones foi um dos responsáveis do inovador estilo musical do grupo de rock britânico. Era um músico versátil – tocava vários instrumentos graças a sua formação musical clássica, que incluía também a leitura de complexas partituras de piano – e nos Stones destacou-se tocando guitarra. Levou um estilo de vida espalhafatoso – consumia freneticamente drogas, além de queimar sua grana com festas e garotas. Seu vício rendeu o desligamento da banda, em 1969. Apenas 3 meses depois, foi encontrado morto na piscina de uma de suas casas e o suicídio foi declarado como causa da sua morte. Porém, várias teorias conspiratórias dizem que ele foi assassinado. Uma suposição diz que o músico foi morto por Frank Thorogood, um dos empreiteiros que trabalhavam em reformas na sai casa. O suspeito supostamente teria confessado o assassinado no seu leito de morte, em 1993. A história nunca foi confirmada.


 04. Jim Morrison

Nome completo: James Douglas Morrison
Nasceu em: Melbourne (Flórida, EUA), 8 de dezembro de 1943
Morreu em: Paris (França), 3 de Julho de 1971

Filho de um casal pertencente a Marinha do EUA, Morrison é considerado dono de uma das maiores vozes do rock mundial. Quando jovem, formou-se em cinema na Universidade da Califórnia, em Los Angeles. Ainda naquela cidade, encontrou-se com Ray Manzarek e fundou o The Doors, em 1965. Apesar de ser poeta e um devorador incondicional de livros, Jim levava uma vida extremamente boêmia e vivia envolvido com drogas e altas doses de álcool. E embora a banda ter sido um fenômeno em sua época, seu vocalista nunca deixou suas extravagâncias. Em 1971, decidiu dar um tempo no The Doors e mudou-se pra Paris com sua namorada, a fim de escrever. Porém, em 03 de julho daquele ano, foi encontrado morto na banheira do seu quarto. O relatório oficial diz que a causa de sua morte foi um fulminante ataque cardíaco. Porém, muitas teorias conspiratórias dizem que o músico foi morto pelo governo dos EUA. Está sepultado na capital francesa, no Cemitério de Père-Lachaise.


03. Janis Joplin

Nome completo: Janis Lyn Joplin
Nasceu em: Port Arthur (EUA), 19 de janeiro de 1943
Morreu em: Los Angeles (EUA), 4 de outubro de 1970

A famosa vocalista nasceu no interior do Texas, onde começou a cantar músicas folk e blues, e mudou-se para São Francisco ainda jovem, aos 20 anos. Na cidade, aumentou seu consumo de drogas – usava principalmente heroína – além de consumir frequentemente altas doses de bebidas alcoólicas (era admiradora de uma bebida chamada Southern Comfort). Fez parte de 3 bandas - Big Brother & The Holding Company, Kozmic Blues Band (que a acompanhou no Festival de Woodstock) e Full Tilt Boogie Band. Janis esteve no Brasil em 1970 e, como sempre, esteve cercada de vários escândalos: fez topless em Copacabanda, bebeu em demasia, cantou em um bordel, além de quase ser presa por nadar nua na piscina do hotel. Nesse período, supõe-se que ela tenha tipo um affair com o roqueiro brasileiro Serguei. Morreu em 1970 num hotel de Los Angeles, oficialmente depois de uma fatal overdose de heroína misturada com álcool. Foi cremada em Westwood, Califórnia, e suas cinzas foram espalhadas no Oceano Pacífico.


02. Jimi Hendrix

Nome completo: James Marshall Hendrix
Nasceu em: Seattle (EUA), 27 de novembro de 1942
Morreu em: Londres (Reino Unido), 18 de Setembro de 1970

Considerado por muitos o maior guitarrista de todos os tempos, Jimi Hendrix começou de fato a fazer sucesso na Europa e só depois estourou nos EUA. Era canhoto – apesar de tocar fantasticamente numa guitarra para destros – e foi o percussor dos riffs altos, solos freneticamente longos e distorcidos. Sua apresentação no Festival de Woodstock é até hoje relembrada por fãs ou até mesmo pelos que não gostavam de seu som. Hendrix morreu em circunstâncias misteriosas em Londres. Ele tinha passado a noite inteira em uma festa na capital inglesa em companhia de Monika Dannemann, sua namorada na época. Porém, foi encontrado morto num dos dois apartamentos no porão e as causas oficiais do óbito apontavam asfixia por seu próprio vômito, composto principalmente por vinho tinto. Sua namorada alegou que ele foi colocado na ambulância com vida, fato esse negado pelas autoridades, que afirmaram inclusive que o corpo foi encontrado sozinho e usando roupas. Algumas teorias declararam que o guitarrista, na verdade, se matou; outras apontam que ele foi assassinado. Monika supostamente cometeu suicídio anos depois, em 1996. Seu último amante – o alemão Uli Jon Roth, ex-Scorpions - afirma que ela foi assassinada.


01. Kurt Cobain

Nome completo: Kurt Donald Cobain
Nasceu em: Aberdeen (EUA), 20 de fevereiro de 1967
Morreu em: Seattle (EUA), 05 de abril de 1994

Apesar de habilidade musical discutível e composições relativamente simples, o ex-vocalista do Nirvana é considerado por muitos um dos maiores músicos dos últimos 30 anos. Junto com outras bandas da cidade de Seattle, no oeste dos EUA, foi um de um forte movimento pós-punk conhecido como grunge. Filho de pais que se divorciaram quando tinha apenas 8 anos, ele ficou com o pai e nunca se conformou com a nova família. Seus antepassados já eram envolvidos com música; teve uma tia que tocou guitarra numa banda no Condado de Grays Harbor e um tio-avô irlandês que foi tenor. Kurt ganhou sua primeira guitarra aos 14 anos e já gostava de rock. Já no Nirvana, seu primeiro disco foi intitulado Bleach, lançado em 1989. Porém, Cobain, Krist Novoselic e Dave Grohl fizeram realmente sucesso com o disco Nevermind, lançado em 1991. Casou-se com a também roqueira Courtney Love em 1992, no Havaí. Apesar do sucesso mundial, o vocalista do Nirvana era viciado em Heroína, sofria de depressão, além de ter adquirido aversão a fama e a imagem pública. Em 04 de março de 1994, teve uma overdose provocada pelo consumo de Champanhe com o indutor de sono Rohypnol. Ficou 5 dias na capital italiana e voltou para Seattle. Porém, em 08 de abril daquele ano, seu corpo foi encontrado por um eletricista em sua casa em Lake Washinton. Ele segurava uma arma e uma pequena quantidade de sangue saia de sua orelha. Além disso, foram encontradas em seu sangue altas doses de heroína e vestígios da droga Valium. Segundo a investigação dos legistas, seu corpo ficou no local por 3 dias. Muitas teorias da conspiração surgiram em torno da morte de Kurt – a mais famosa dizia que ele foi morto a mando de sua mulher. Até hoje, nada foi provado.

2 comentários:

  1. sei que consigo resolver isso..... eu consigo descobrir como eles morreram..

    ResponderExcluir